Líder indígena brasileiro ganha prêmio 'Herói da Floresta' da ONU

10 de abril de 2013 G1 Globo

Almir Suruí, de Rondônia, fez parceria com Google para monitorar floresta. Ele está na Turquia para receber o título internacional.

Almir Suruí, líder indígena de Rondônia, é um dos vencedores do prêmio “Herói da Floresta” este ano. O título é concedido pelas Nações Unidas.

A cerimônia oficial de entrega estava prevista para acontecer na noite desta quarta-feira (10) em Istambul (hora local), onde acontece o Fórum sobre Florestas da ONU, que congrega representantes de 197 país.

Os outros quatro “Heróis da Floresta” deste ano são dos Estados Unidos, Ruanda, Tailândia e Turquia. Almir é o vencedor pela América Latina e o Caribe. Líder dos índios paiter suruí, Almir criou diferentes iniciativas para proteger e desenvolver a Terra Indígena Sete de Setembro, em Rondônia, onde mora.

O projeto mais conhecido usa a internet para valorizar a cultura de seu povo e combater o desmatamento ilegal. A partir de uma parceria com o Google e algumas ONGs, os suruí colocaram à disposição dos usuários da rede um "mapa cultural" que dá informações sobre sua cultura e história.

Eles também usam telefones celulares para tirar fotos da derrubada ilegal de floresta, determinando com o GPS o local exato do crime ambiental e enviando denúncias a autoridades competentes.

No ano passado, outros brasileiros já haviam sido premiados como “Heróis da Floresta” pela ONU: Paulo Adário, diretor do Greenpeace para a Amazônia, e o casal de ativistas  José Cláudio Ribeiro e Maria do Espírito Santo,assassinado no Pará em maio de 2011, que foi nomeado como uma homenagem póstuma.

 

Publicado originalmente en el diario El Universal Mexico. Para ver el articulo original haz click aqui.

 
©Copyright 2018, Forest Trends Association. All Rights Reserved.